O paraíso na Terra existe

João Teodoro, presidente do Sistema Cofeci Creci apresenta o complexo hoteleiro Maraey, no município de Maricá, que irá impactar não apenas o turismo do estado do Rio de Janeiro, mas de todo o Brasil!




[11/2021] Neste 28 de outubro, foi lançado, em Maricá, RJ, o maior, mais requintado e mais importante empreendimento imobiliário da América Latina. Trata-se do complexo turístico hoteleiro denominado Maraey. Com 8,5 km de praia de um lado e 12,3 km de lagoa de outro, com vista também para a serra de Maricá, o projeto terá centro comercial e cerca de oito mil casas e apartamentos de altíssimo padrão. Com visitação anual prevista de 450 mil turistas diretos e indiretos, impactará não apenas o turismo do estado do Rio de Janeiro, mas de todo o Brasil.


Maraey é a prova de que sustentabilidade, luxo e desenvolvimento econômico são plenamente compatíveis. Localizado em área de proteção ambiental (APA), somente 6,6% de seus 844 hectares vão ser utilizados em edificações. Serão preservados perpetuamente 440 hectares de toda sua área, a 2ª maior RPPN (Reserva Particular de Patrimônio Natural) de restinga do Estado do Rio de Janeiro e a 5ª do país. Além da certificação BIOSPHERE, Maraey conquistou o Prêmio de Liderança do US Green Building Council 2021.


Concebido como smart city, Maraey contará com infraestrutura de tecnologia da informação: edifícios inteligentes, uso equilibrado de energia e recursos naturais, uso prioritário de modal elétrico para transporte, com pontos de conexão para recarga, iluminação à base de energia sustentável, fachadas dinâmicas e telhados verdes, tudo com vistas à minimização do impacto ambiental. O empreendimento demandará 14 anos de construção. Serão investidos entre 11 e 12 bilhões de reais. Depois de pronto, gerará mais de 30 mil empregos diretos.


No lançamento, em lugar da pedra fundamental, foi plantada a “árvore fundamental”, cujo nome científico, clusia fluminensis, homenageia todo o Estado do Rio de janeiro e caracteriza a vocação preservacionista de Maraey. O evento aconteceu no próprio local do empreendimento, com a presença de cerca de 300 pessoas, entre convidados e autoridades. A obra contemplará dois resorts, um deles sob a bandeira Rock in Rio, um hotel boutique e um golf clube hotel, além de uma hípica. Seu início está previsto para o final de 2021.


Entre as muitas autoridades presentes, estavam o Governador do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, Fabiano Horta, Prefeito de Maricá, o Secretário Executivo do Ministério do Turismo, Daniel Nepomuceno, o Presidente da ALERJ, André Ceciliano, e a Deputada Estadual Zeidan. Os fundadores do Projeto, Emilio Izquierdo e Kiko Senozian, também presentes, foram representados pelo CEO de Maraey, Emilio Izquierdo Merlo. Eu tive a honra de atuar como mestre de cerimônia na solenidade, representando o Sistema Cofeci-Creci.




Yvy Marãey é uma expressão da cultura tupi-guarani (indígenas sul-americanos) que significa terra sem males, o paraíso na terra. Alguns deles ainda vivem e serão preservados nas terras de Maraey. Segundo Hélène Clastres (1978), os povos Tupi-Guarani não suportam as pressões da vida em sociedade. Para eles, alcançar a “terra sem males” é o caminho da felicidade terrena. Yvy Marãey é a vida em perfeita harmonia entre o corpo e a alma, livre do estresse e das preocupações diárias. Esse lugar agora existe. Esse paraíso é Maraey!




Sobre João Teodoro: Nascido na cidade de Sertanópolis, no Estado do Paraná, João Teodoro da Silva iniciou a carreira de corretor de imóveis em 1972. Ele é empresário no mercado da construção civil em Curitiba (PR). Graduado em Direito e Ciências Matemáticas, foi professor de Matemática, Física e Desenho na PUC/PR. É técnico em Edificações e em Processamento de Dados e possui diversos cursos de extensão universitária pela Fundação Getúlio Vargas. Foi presidente do Creci-PR por três mandatos consecutivos, presidente do Sindicato dos Corretores de Imóveis do Paraná de 1984 a 1986 e diretor da Federação do Comércio do Paraná. No Cofeci, atua desde 1991, quando passou a exercer o cargo de conselheiro federal, e é presidente desde 2000.